As reformulações curriculares de cursos de licenciatura: as narrativas dos coordenadores

Autores

DOI:

https://doi.org/10.69532/2178-4442.v21.74627

Palavras-chave:

Reformulações Curriculares, Cursos de Licenciatura em Ciências Biológicas, Narrativas, Coordenadores

Resumo

Este estudo objetivou compreender o processo de reformulação curricular dos cursos de licenciatura em Ciências Biológicas da UECE/Itaperi, UECE/FAEC e URCA como resposta à Resolução n° 2/2015, a partir das narrativas dos coordenadores. A pesquisa se desenvolveu por meio de uma abordagem qualitativa. A coleta de dados partiu das narrativas orais dos coordenadores. A análise revelou os desafios mais citados foram a falta de formação para discutir questões em relação ao tema e ao envolvimento dos professores. Outro desafio para a coordenação CCBio da UECE/FAEC foi ter a clareza em optar pela licenciatura, vislumbrar que o curso em questão forma professores. Os processos de reformulações curriculares dos casos investigados constituem-se em um movimento complexo, em que os textos das reformulações representam um produto híbrido e provisório, que incorporou da formação inicial e das relações de poder dos seus atores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Camylla Alves do Nascimento Pessoa, Universidade Federal do Ceará

Doutora e Mestra em Educação Brasileira pela Universidade Federal do Ceará. Licenciada em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual do Ceará.

Dimitry Barbosa Pessoa, Centro Universitário Christus

Mestre em Engenharia e Ciências de Materiais pela Universidade Federal do Ceará. Licenciado em Física pela Universidade Estadual do Ceará com experiência na área de física computacional.

Referências

APPLE, M. W. Ideologia e Currículo. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2006.

BARBOSA, A. T. Sentidos da prática como componente curricular na licenciatura em Ciências Biológicas.2015. 175f. Dissertação ( Mestradoem Educação Científica e Tecnológica) - Centro de Ciências Físicas e Matemáticas, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2015. Disponível em:

https://repositorio.ufsc.br/xmlui/bitstream/handle/123456789/136316/335940.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 20 jun. 2021.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

CORRÊA, G. G. Estudo das alterações curriculares do curso de ciências biológicas da Universidade Federal de Uberlândia (1970 a 2013). 2016. 338f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Ciências e Tecnologia, Universidade Estadual Paulista, São Paulo, 2016.

FEITOSA, R. A. O currículo como mandala: um estudo de caso sobre a formação do licenciado em ciências biológicas fortaleza. 2014. 265f. Tese (Doutorado em Educação Brasileira). Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2014.

GOODSON, I. F. Currículo: teoria e história. 5. ed. Petropólis, RJ: Vozes, 1995.

MEDEIROS, J. B. L. P. Significados e sentidos do currículo de licenciatura: o que dizem os professores formadores de um curso de ciências biológicas. 2017. 290f. Tese (Doutorado em Educação) – Centro de Educação, Universidade Estadual do Ceará, Fortaleza, 2017.

MOREIRA, A. F. B. Currículo: políticas e práticas. Campinas, SP: Papirus, 1999.

MUYLAERT, Camila Junqueira et al. Entrevistas narrativas: um importante recurso em pesquisa qualitativa. Revista da Escola de Enfermagem da USP, v. 48, n. 2, p. 184-189, 2014.

NUNES, J. A. Cursos de Letras no centro da arena discursiva da reforma curricular de uma universidade pública mato-grossense. 2017. 295 f. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: https://sapientia.pucsp.br/handle/handle/20547. Acesso em: 21 jul.2021.

OLIVEIRA, I. B. Narrativas: outros conhecimentos, outras formas de expressão. Petrópolis, RJ: DP: Rio de Janeiro: FAPERJ, 2010. Disponível em:

http://sbhe.org.br/novo/congressos/cbhe7/pdf/03%20fontes%20e%20metodos%20em%20historia%20da%20educacao/memoria%20historia%20oral%20e%20narrativa.pdf .Acesso em: 12 jul.2021.

SACRISTÁN, J. G. O currículo uma reflexão sobre a prática. Porto Alegre: Artmed, 2000.

SILVA, T. T. Documentos de identidade: uma introdução às teorias do currículo. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2015.

Downloads

Publicado

26-10-2023

Como Citar

PESSOA, C. A. do N.; PESSOA, D. B. As reformulações curriculares de cursos de licenciatura: as narrativas dos coordenadores. Poíesis Pedagógica, Catalão, v. 21, 2023. DOI: 10.69532/2178-4442.v21.74627. Disponível em: https://periodicos.ufcat.edu.br/poiesis/article/view/74627. Acesso em: 26 maio. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS