Dimensões da docência universitária na interface dos cursos tecnológicos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/rppoi.v20.74463

Palavras-chave:

Docência universitária; dimensões da docência; formação de professores; Cursos tecnológicos.

Resumo

O artigo tem como objetivo discutir as dimensões da prática docente no ensino superior tecnológico, como fundamentos da práxis educativa que se propõe emancipadora. Apoiamo-nos em teóricos críticos que ajudam a promover a compreensão e a consolidação das dimensões discutidas, na prática cotidiana da educação tecnológica. Entendemos que nos Institutos Federais, enquanto representantes da educação pública, o exercício da docência ocupa lugar central na formação dos sujeitos, sendo entendida como mediação pedagógica que atua diretamente na constituição de novas racionalidades da vida coletiva. Mediação que não é neutra, pelo contrário, é sempre ancorada, naquilo que aqui definimos como dimensões que ajudam a consolidar uma formação crítica, no nosso caso, do tecnólogo em Gastronomia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sílvia Adriane Tavares de Moura , Universidade Federal do Tocantins

Doutora em Educação. Professora da Universidade Federal do Tocantins.

Referências

BRASIL. Ministério da Educação. Lei de Diretrizes e Base (Lei 9.394). Presidência da República. Casa Civil, 1996.

DIAS SOBRINHO, J. Higher education: a public good, a State duty. In: POLAK , E.E et al. (Ed.). Public responsability for higher education. Paris: UNESCO, 2009. p. 99-119.

EVANGELISTA, O.; TRICHES, J. Professor(a): a profissão que pode mudar um país? Revista HISTEDBR On-line, Campinas, nº65, p.178-200, out, 2015.

EVANGELISTA, Olinda (Org.). O que revelam os slogans na política educacional. Araraquara: Junqueira & Marin Editores, 2014.

FRANCO, A. S. F. Práticas pedagógicas de ensinar-aprender: por entre resistências e resignações. 60. 1. Educ. Pesquisa, São Paulo, v. 41, n. 3, p. 601-614, jul./set. 2015.

FRANCO, M. A. do R.S. Prática pedagógica e docência: um olhar a partir da epistemologia do conceito. Rev. Bras. Estud. Pedagógicos. [online]. 2016, vol. 97, n. 247 [cited. 2020-11-30], pp. 534-551.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1997.

FREIRE, P. À sombra desta mangueira. São Paulo: Edit. Olho Dágua, 2012.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa, 15ª ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996. (Coleção leitura).

FREIRE, P.; SHOR, I. Medo e ousadia – o cotidiano do professor. Trad. de Adriana Lopez. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1986.

MAGALHÃES, S. M. O. A atitude do professor ensina, seu gesto fala: a trama da dimensão ética a no campo da docência universitária. Série-Estudos. Campo Grande, MS, n. 39, p. 199-212, jan./jun. 2015.

MAGALHÃES, S. M. O. Epistemologia da práxis: enfoque emancipatório e contra hegemônico na produção acadêmica. Revista Intersaberes, vol. 13, no. 30, pp. 452-473, 2018.

MAGALHÃES, S. M. O. Epistemologia da práxis: enfoque emancipatório e contra hegemônico na produção acadêmica. Revista Intersaberes, vol. 13, n. 30, 2019.

MAGALHÃES, S. M. O.; MOURA, M. do V. Docência universitária na universidade pública brasileira: resistência em tempos de pandemia da COVID-19. RTPS Rev. Trabalho, Política e Sociedade, Vol. 5, nº 09, p. 637-656, jul.-dez./2020.

MAGALHÃES, S. M. O.; MAGALHÃES, A. O.; DEL BIANCO, R. de C. R.; OLIVEIRA-NETO, J. F. de O. Formação de professores em cursos superiores de tecnologia em Gastronomia: algumas possibilidades. Revista Uniaraguaia (online). Goiânia, v.16, n.2. abr/ago, 2021.

PIMENTA, S. G., GHEDIN, E. (Orgs.). Professor reflexivo no Brasil:

gênese e crítica de um conceito. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2005.

PIMENTA, S. O protagonismo da didática nos cursos de licenciatura: a didática como campo disciplinar. In: Didática: teoria e pesquisa. São Paulo: Junqueira & Martins, 2015.

RIOS, T. A. A dimensão ética da aula ou o que nós fazemos com eles. In: VEIGA, Ilma P. A. (org.). Aula: gênese, dimensões, princípios e práticas. Campinas: Papirus, 2008. p. 73-93.

RIOS, T. A. A ética à margem da educação: Uma ameaça à construção da humanidade. Modernos & Contemporâneos, Campinas, v. 4, n. 9, jul./dez. Revista de Filosofia do IFCH. Universidade Estadual de Campinas, v. 4, n. 9, jul./dez., 2020.

RIOS, T. A. Ética e competência. 7ª. ed., São Paulo. Cortez, 1999. (Coleção questões da nossa época, v. 16).

RIOS, T. A. Ética na formação e no trabalho docente: para além de disciplinas e códigos In: Convergências e tensões no campo da formação e do trabalho docente. Organização de Ângela Imaculada Loureiro de Freitas Dalben [et al]. Belo Horizonte: Autêntica 2010. Textos selecionados do XV ENDIPE Encontro Nacional de Didática e Prática de Ensino, UFMG, 2010.

SACRISTÁN, J. Gimeno. Consciência e ação sobre a prática como libertação profissional dos professores. In: NÓVOA, Antônio (Org.). Profissão professor. Porto: Porto, p. 63-92, 1999.

SANTOS, B. de S. Introdução a uma ciência pós-moderna. 4. ed. Rio de Janeiro: Graal, 2000.

SANTOS, B. de S. Da idéia de universidade à universidade de idéias. Revista Crítica de Ciências Sociais. Coimbra, Portugal, n. 27-28, jun., 1989.

SANTOS, J. D. A. A formação no curso de licenciatura em Química UFG/Goiânia: a relação entre a formação e o trabalho. 2017. 254 f. Tese (Doutorado em Química) – Instituto de Química, UFG, Goiânia, 2017.

SAVIANI, D. A Pedagogia histórico-crítica, as lutas de classe e a educação escolar. Germinal: Marxismo e educação em Debate, 5(2), 25–46, 2013.

SAVIANI, D. Educação: do senso comum à consciência filosófica. 12. ed. Campinas: Autores Associados, 1996.

SAVIANI, S. Democracia, educação e emancipação humana: desafios do atual momento brasileiro. Psicologia Escolar e Educacional, SP. Volume 21, Número 3, Setembro/Dezembro de 2017: 653-662.

SEVERINO, A. J. A contribuição da Filosofia para a Educação. Em Aberto, Brasília, n. 45, p. 19-25, jan./mar., 1990.

SEVERINO, A. J. Filosofia da Educação: o desafio do pensar a educação nos países e comunidades lusófonas. In: SEVERINO, A. J.; ALMEIDA, C. R. S. de; LORIERI, M. A. (Orgs.). Perspectivas da Filosofia da Educação. São Paulo: Cortez, 2011.

SEVERINO, A. J. Pesquisa educacional: da consistência epistemológica ao compromisso ético. IAEE – Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 14, n. 3, p. 900-916, jul./set., 2019.

SEVERINO, A. O conhecimento pedagógico e a interdisciplinaridade: o saber como intencionalização da prática. In: FAZENDA, I. (Org.). Didática e interdisciplinaridade. Campinas, SP: Papirus. 1998.

SOUZA, R. C. C. R. de. Qualidades epistemológicas e sociais na formação, profissionalização e prática de professores. In: SOUZA, R. C. C. R. de; MAGALHÃES, S. M. O (Orgs). Poiésis e Práxis II. Goiânia: PUC-Goiás, 2014.

SOUZA, R. C. C. R. de; MAGALHÃES, S. M. O. Epistemologia da práxis e a produção do conhecimento. Revista de Educação Pública, v. 27, n. 64, p. 17-40, 2017.

THEODORO FILHO, W. R. A crise da Modernidade e o Estado Democrático de Direito. Revista de informação legislativa Brasília 42 n. 165 jan./mar. 2005.

Downloads

Publicado

2022-12-31